quarta-feira, 10 de abril de 2013

A Vida de Sto. Tomás de Aquino


Tomás de Aquino nasceu em Aquino por volta de 1225, no castelo do pai Conde Landulf de Aquino, localizado em Roccasecca (comuna italiana da região do Lácio, província de Frosinone). Tomás era ligado à dinastia Hohenstaufen (família da sua mãe, condessa Teodora de Theate) do Sacro Império Romano-Germânico. Sinibald, irmão do pai de Tomás de Aquino, era abade da original abadia beneditina em Monte Cassino. Assim, a família pretendia que Tomás seguisse seu tio, visto que era esse o caminho normal para a carreira do filho mais novo de uma família da nobreza sulista italiana. Os irmãos mais velhos de Tomás seguiram a carreira militar.
Aos cinco anos, Tomás começou sua instrução inicial em Monte Cassino, mas depois do conflito militar que ocorreu entre o imperador Frederico II e o papa Gregório IX na abadia, no início de 1239, os pais de Tomás de Aquino o matricularam na studium generale (universidade), que havia sido criada recentemente por Frederico II em Nápoles. Foi lá que ele teve contato com as obras de Aristóteles, Averróis e Maimônides, grandes autores que exerceram influência na sua filosofia teológica. Durante seus estudos em Nápoles, Tomás sofreu a influência de João de São Juliano, um pregador dominicano em Nápoles que fazia parte do esforço ativo intentado pela ordem dominicana para recrutar seguidores devotos. Nesta época seu professor de aritmética, geometria, astronomia e música era Pedro de Ibérnia. Aos 19 anos, contra a vontade da família, entrou na ordem fundada por Domingos de Gusmão. Estudou filosofia em Nápoles e depois em Paris, onde se dedicou ao ensino e ao estudo de questões filosóficas e teológicas. Estudou teologia em Colônia e, em Paris, tornou-se discípulo de Santo Alberto Magno, que o "descobriu" e se impressionou com a sua inteligência. Por esse tempo foi apelidado de "boi mudo". Dele disse Santo Alberto Magno: "Quando este boi mugir, o mundo inteiro ouvirá o seu mugido."
Foi mestre na Universidade de Paris, no reinado de Luís IX.
Morreu aos 49 anos, na Abadia de Fossanova, quando se dirigia para Lião a fim de participar do Concílio, a pedido do Papa.



"O primeiro degrau para a sabedoria é a humildade."
                                                           Sto. Tomás de Aquino.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário